A oração da manhã

A oração da manhã

As primeiras horas da manhã têm um brilho todo singular: significam o novo tempo, são horas carregadas de esperança. É como estivéssemos nascendo, e na realidade estamos nascendo para o novo dia.

Ainda não estamos envolvidos com o “corre-corre” que certamente virá. A alma está descansada e disposta, nossa inteligência apta para o aprendizado, nossas forças estão potencializadas. O dia que começa se precipitará sobre nós com suas preocupações e ocupações, mas ainda não… A manhã é, de certo modo, feita para a oração. Janelas abertas! Corações abertos! Almas despertadas!

Podemos dizer que a oração da manhã possui 4 elementos:

1. A consagração: É chamada também de intenção. Seu conteúdo é simples: falar a Deus da nossa disposição para o trabalho em sua obra, no empenho diário de nosso dever de estado e o desejo de servi-Lo neste dia que começa. Fazemos isso consagrando o dia ao Senhor, para que Ele presida toda nossa ação e projetos.

2. O propósito: Sabemos que o dia nos trará suas exigências, armadilhas e tentações. Poderão aparecer problemas difíceis, encontros decisivos, conversas desagradáveis, vistas inoportunas… Devemos fazer o propósito de sermos fiéis a Deus e a sua vontade, nos comprometer e resistir às tentações.

3. A petição: A graça é necessária. Sem ela nada podemos. Devemos pedir o auxílio de Deus para bem vivermos o dia. É o momento em que apresentamos a Deus nossas necessidades, preocupações, desejos… Devemos pedir o Espírito Santo, que o Pai nos dá por ser Bom.

4. O agradecimento: Também chamado de ação de graças ou louvor. Terminamos a oração agradecendo a Deus pela oportunidade de vivermos mais um dia em sua Presença. Louvamos o Senhor por sua Providência e Amor.

A oração da manhã deve ocupar um lugar privilegiado em nossa vida espiritual. É um tempo que ordena nossa vida em torno do “amor primeiro”. Não é o momento para leituras, para estudo… Se quisermos usar algum texto motivacional, é bom privilegiar os Salmos, que devem ser escolhidos conforme a intenção da oração.

As leituras da liturgia diária servem para o momento de meditação da Palavra, que é outro momento em nossa vida espiritual. Podemos fazê-lo a seguir da oração da manhã, sem substituí-la pela meditação.

O local da oração deve favorecer o recolhimento e a elevação da alma. Pode ser seu quarto, uma capela… O importante é que lugar deve oferecer certo conforto e o ambiente propício à oração. Podemos rezar ajoelhados, em pé, sentados… desde que a posição que escolhemos não atrapalhe o diálogo com Deus. A oração da manhã se desenvolve num clima de diálogo, em ambiente calmo que propicia a escuta dos sentimentos que o Senhor colocará em nosso coração como resposta. Quando feita em comunidade, este “clima” deve permanecer.

A oração da manhã em comunidade segue o mesmo itinerário. Acrescentam-se as orações comunitárias, que podem ser: o Salmo partilhado; orações espontâneas; cantos (com o cuidado para não ser uma agitação).

O tempo que devemos dedicar à oração da manhã será conforme nossa disponibilidade, sabendo que o dia nos espera e que “mergulharemos” na agitação que o mundo nos traz. É preciso lembrar que não a “quantidade”, mas a “qualidade” que importa. Trinta minutos de uma oração da manhã profunda e sincera, é mais frutuoso que uma hora ou mais de agitação superficial.

Assim começamos o dia na alegria que a esperança gera em nosso coração.

Devemos cultivar o hábito santo da oração da manhã. Tempo privilegiado de graça, água limpa para nossa sede…

Autor: Ministério de Formação Paulo Apóstolo – Comunidade Javé Nissi

Comunidade Javé Nissi