Obstáculos ao Avivamento na Igreja Contemporânea

Obstáculos ao Avivamento na Igreja Contemporânea

Quero inicial essa reflexão afirmando: Só há um obstáculo que pode bloquear as bênçãos de Deus em nossa vida e comunidade: O PECADO!

O pecado é a grande barreira. Só o pecado pode impedir o reavivamento espiritual. No texto de Isaías encontramos a exortação do profeta sobe os clamores não respondidos do povo de Deus no exílio. (Isaías 59,1-2) “(…)  O braço do Senhor não ficou para salvar, e o seu ouvido tão surdo que não possa escutar. Mas as suas iniquidades separam vocês do seu Deus; OS PECADOS ESCONDERAM de vocês o ROSTO DELE, por isso NÃO OUVIRÁ. Aí esta novamente a grande barreira Deus não os ouvirá.

Se o pecado é essa grande barreira ao ponto do profeta chamar de abismo, precisamos derrubá-la. Não há outra alternativa. Não pode haver transigência com o pecado, Deus não opera enquanto houver pecado encoberto.

Por isso em toda escritura o Senhor nos chama ao arrependimento e conversão para que suas promessas sejam derramadas.

(2 Crônicas 7.14) Se o meu povo, que se chama pelo meu nome… (Que reza, que crê e declara o Senhorio de Deus sobre a terra) … Se humilhar e orar, buscar minha face e SE AFASTAR DOS SEUS MAUS CAMINHOS, do céu ouvirei, PERDOAREI O PECADO e curarei a terra.

O arrependimento pelos pecados para derramamento da benção é uma condição inalterável. Por isso nada menos que um coração arrependido, quebrantado em vista do pecado, será capaz de agradar e satisfazer a Deus. O pecado tem de ser completamente abandonado.

O pecado é uma ofensa direta a Deus, contra seus mandamentos e sua vontade. O pecado nos afasta das promessas de Deus e nos impede de viver o seu projeto de salvação.

O pecado é um mal que precisamos romper e abominar. 

Quem esconde seus pecados não prospera, mas quem os confessa e os abandona encontra misericórdia. (Provérbios 28.13)

É muito comum ver pessoas ajoelhas, prostradas, em atitude de profunda humilhação, clamando o Senhor e, no entanto, nada receberem do Senhor.  E também muitas pessoas reunidas para noites de oração e não sendo atendidas.

QUAL A DIFICULDADE?  QUAL O OBSTÁCULO?

Permitamos que a palavra de Deus nos responda:

(Apocalipse 3.17) tu dizes, sou rico, e estou enriquecido e não careço de nada; ao invés de reconhecer que és um desgraçado, pobre, cego e nu.

Dessa maneira a primeira coisa que nos resta é descobrir quais são nossos pecados encobertos e a seguir endireitar nossos caminhos tortuosos, remover-lhes as pedras e os espinhos.  Somente depois disso é que podemos rogar, movidos por fé e grande expectativa, que nos sejam derramadas muitas chuvas de bênçãos.

Meu irmão! Se queremos um novo pentecostes é necessário que erradiquemos nossos pecados, um por um, eliminando-os separadamente até que Cristo tome posse de todas as áreas de nossas vidas.


Autor: Rodrigo dos Santos Jesus (Rodriguinho) – Ministério Marcos

 

Comunidade Javé Nissi